"E me mantive quieta e muda."

Em crise




Imagina o estrago
Tô tentando reinventar coisas apreciavelmente inferior do que eu possa sentir
Seria inferior se eu quisesse, mas não, quero o superior de tudo que já senti até hoje
Quero o novo, incerto, tolerável.
Quero sentir coisas que até então não sei do que se trata
Preciso muito e urgente
Cansei dessa mesmice que fica a mercê de algumas pessoas
E certas pessoas não importam
Eu sou eu e me inventei como sou
Assim viverei em paz e sentindo todo o desconhecido desejável

10 comentários:

Priscila Rôde disse...

"Cansei dessa mesmice que fica a mercê de algumas pessoas
E certas pessoas não importam"

A maioria não importa, mas o que importa? Se importe e já é de bom tamanho! :)

Um beijo.

Marcel PH disse...

O negócio é inventar e desinventar.

D i c a disse...

As pessoas são assim, desinteressantes.

.. sinto você confusa, Franci
isso é sinal de que está bem.

Beijos!

Mariana Andrade. disse...

eu fiz isso. provei do novo, do incerto. comecei tudo de novo.
e agora a distância traiçoeira vem. e separa.

é foda isso.

mas é assim, reinvente-se até encontrar a fórmula que seja melhor pra você ;)

voltarei sempre, beijos ;*

Pâmela Marques disse...

A tofo momento devemos sair da mesmice. Quem vive do mesmo, parece que não vive.

Alan Félix disse...

Temos que reinventar o dia-a-dia. Mudar, somos seres metarmoficos por natureza. Somos fogo, água e vento. Tem dias, em alguns dias, somos terra que molda.

Cuide de você!

Marcel PH disse...

Também lembrei de ti quando fui fazer o meu! Tava fodinha, né? Textos muito grandes e cansativos...

Bê Matos disse...

Quero novidade, também.
Me dá um pouquinho da tua, quando encontrar?

beijos beijos

Priscila Rôde disse...

"Seria inferior se eu quisesse, mas não, quero o superior de tudo que já senti até hoje
Quero o novo, incerto, tolerável."

Reli pra negar o que me disse no msn! rs

Um beijo, flor.

Paulo Tamburro disse...

Um Feliz Natal!!!!!!

Na oportunidade estou convidando você para conhecer meu blog de humor,"HUMOR EM TEXTO".

É de graça!

Um abração carioca.