"E me mantive quieta e muda."

Esperar-te jamais




Se ao deleite das flores eu me derramar
não serei mais o mel.
Se no cais eu passar horas esperando a tua
vinda não saborarei a vida dos meus sonhos.
Se ao entardecer degustar um saboroso vinho
eu não estarei te esperando..

estarei na verdade criando coragem. De vir para casa,
te esquecer, saber que já existe outra em meu lugar.
Que tudo que vivemos não passou do ardor do momento,
da euforia de jovens em chama viva.
E assim, viverei a degustar o teu mais belo sorriso
que deixou escapar ao fechar a porta.


Ao som de Memórias de Um Arrepio - Pirigulino Babilake

9 comentários:

Alan Félix disse...

Você curte Pirigulino babilake???


O poema é muito lindo "Se ao deleite das flores eu me derramar
não serei mais o mel."

O primeiro verso já me fez derreter ao ler!


Abraço, querida!

Priscila Rôde disse...

"E assim, viverei a degustar o teu mais belo sorriso
que deixou escapar ao fechar a porta."

Eu ainda acharia pouco.. rs

Franci meu bem,que lindeza! Sabia que aquilo tudo no msn era uma brincadeira.. hahaha.. Tô adorando sua frequente atualização!

Beijos e beijos!

Marcel Hartmann disse...

O amor que tu me deste era pouco e se acabou.

D i c a disse...

É ruim quando descobrimos que de nada valeu nosso amor, de que o envolvimento foi superficial ou de um lado só.
Ainda assim, esperamos. Estamso sempre esperando.


Franci, beijos!

Luiz Carlos dos Santos disse...

Ai Franci,

Gostei muuuuuito do layout. Bem "light", ou seria leve, solto, suave...
Manda ver menina, n'outro contexto é "escrever para não morrer".
E, nessa onda de poesia, vai um pouco dos escritos de Oswaldo Montenegro:

Metade
Que a força do medo que tenho não me impeça de ver o que eu sei
Que a morte de tudo em que acredito, não me tape os ouvidos e a boca
Porque metade de mim é o que eu grito
Mas a outra metade é silêncio.
..... ...... .... .....

D i c a disse...

Acredito. Eu também não conhecia o Mazzaropi, flor.
Menina, me encantei.

Flor disse...

Putz...
sem palavras =/

Dani disse...

um dia cansa né...

bjs

Renato Hemesath disse...

É justamente quando nos cansamos que os fatos adiquirem uma dimensão nova. ;D