"E me mantive quieta e muda."

Eu não mando em mim

Estive pensando no que realmente vale passar e repassar em minha mente. Naquilo que não deveria por algum motivo tomar tanto tempo dos meus pensamentos. Que o que se passa aqui dentro não deveria de forma alguma ser constante e explícito. São pensamentos que sempre caem na direção de um certo ser. Ser esse que mal vejo, e que quando, raramente, acontece de nos esbarrar pelas ruas eu quase não olho nos seus olhos. Engraçado que a gente se perde quando nos vemos, quer dizer, EU me perco. Olhar no olho é um dos desafios mais distantes de superar. Até parece que serei crucificada se isso acontecer. Sinto-me ridícula primeiro por não conseguir olhar no olho dele, segundo por estar escrevendo sobre isso. Que boba! Quem lê? Volto e me perdoo por isso tudo porque li esses dias que "todas as cartas de amor são ridículas", e eu concordo, mas o que escrevo não é carta de amor e eu nunca o senti, não por completo.

3 comentários:

Michele Santti disse...

O Blog da Michele mudou de nome e caminho. Com pseudônimo
agora:

Michele Santti
http://michelesantti.blogspot.com/

Igualmente o Twitter
@MicheleSantti

e FaceBook
facebook.com/michele.santti

Lourinaldo disse...

\o/\o/\o/...minha jovem gengibre...estás em crise ou... Henry Ford escreveu que...
"Os obstáculos são aquelas coisas terríveis que você vê quando desvia os olhos do seu objetivo."
Lourinaldo

Michele Santti disse...

Tarefa difícil esse mês. Vou ter que escolher uma escrita dentre as muitas belas no meu vicinal. Então, quem sabe você poderia me ajudar e enviar para o e-mail ‘michelesantti@gmail.com’ o teu fragmento predileto.
Fiquei lisonjeada quando o querido QUIM postou minha escrita em seu blog. Assim, decidi adotar a ideia e de uma forma honrosa, postar os autores mais próximos: os blogueiros, meus colegas avatares.
Não esquece de assinar o e-mail com o nome do seu Blog.
Beijos e ótima semana,
Mih